O que é Fluxo Luminoso e Intensidade Luminosa?

Tempo de leitura: 6 minutos

Fluxo luminoso e sua importância na comparação entre lâmpadas

 

O Homem é dependente da luz, e necessita aperfeiçoar e racionalizar sua utilização para não correr o risco de expor a espécie á escassez.

Fluxo luminoso e intensidade luminosa são coisas diferentes, mas que dependem entre si para determinar os melhores níveis de economia em luz.

Em síntese, o fluxo luminoso é a quantidade de luz emitida por uma lâmpada para determinada direção, a intensidade é quantidade de luz emitida por uma fonte luminosa para determinada direção.

A intensidade luminosa é a concentração de luz específica na mesma direção e é medida em cada segundo.

Parece difícil o entendimento na prática?

Concentre-se no seguinte:

No momento que uma lâmpada incandescente ou fluorescente é acessa, a luz emitida segue em todas as direções, tudo acontece muito rápido, não temos como medir com que intensidade a luz se propaga, concorda?

Errado! É possível mensurar sim estes fragmentados segundos, e essa medida se chama intensidade luminosa.

fluxo-luminoso-intensidade-luminosa

A intensidade luminosa poderá ser calculada, através de fórmulas e equipamentos.

Conhecer um pouco mais sobre estes dois importantes detalhes da iluminação é entender que para que se “forme a luz” complexos micro sensores e sistemas se interagem e assim a tornando possível.

Neste artigo, vamos destacar os conceitos de fluxo luminoso e intensidade luminosa, como são calculadas, e com quais formas e instrumentos, como também outras considerações importantes que fazem parte de um sistema de iluminação, faça a leitura até o final.

O que é o fluxo luminoso?

O fluxo luminoso não é apenas uma “medida” para saber a quantidade de luz por determinado período, mas sim a possibilidade de entender sobre potência de lâmpadas, e até mesmo as características das estrelas, como temperatura e distância, pois o fluxo luminoso também é utilizado na astronomia.

A cada segundo uma fonte luminosa emite luz, em determinada quantidade, que chamamos de fluxo luminoso, a olho nu não sabemos o quanto de luz está emitida neste segundo, mas podemos medi-lá através do lúmen (lm), que é a unidade de medida do fluxo luminoso.

A energia radiante que é capaz de sensibilizar o olho durante um segundo somente é medida em laboratório, com aparelho específico chamado Esfera Integradora de Ulbricht.

  • A Esfera Integradora de Ulbricht é um aparelho em forma de esfera, com diâmetro variado e várias aberturas, amplificadores de sinal, filtros e outros periféricos. Seu revestimento interno é importante, pois serve como refletor e difusor, iluminando todo o ambiente com regularidade.

 

 

 

esfera integradora medir fluxo luminoso

Devemos considerar ainda que uma determinada fonte luminosa, não irradia de forma igual para todas as direções, o que confirma que para cada direção uma mesma lâmpada, por exemplo, emite determinada quantidade de lúmens.

  • Para se chegar ao total de luz de um segundo considera-se a sensibilidade máxima do olho humano, onde cada lúmen vale individualmente 1/680W emitidos no comprimento da onda de 555nm.

Cada lâmpada e cada objeto apresentam suas características próprias e todos emitem fluxo luminoso, mas de forma diferente.

Para entender melhor de que forma isso é utilizado em benefício da vida e do cotidiano, as novas tecnologias compilam todos os progressos dos estudos para desenvolver formas de iluminação econômicas, sustentáveis e pensando no futuro.

Uma lâmpada é mais econômica quando exige menos energia para gerar o fluxo luminoso.

lampada led

TIPO DE LÂMPADA  e FLUXO LUMINOSO (lúmens)

Vela de cera = 10 lm

Incandescente translúcida 60W  = 864 lm

Halógena Bipino 50 W = 930 lm

Fluorescente compacta 15 W = 900 lm

Fluorescente tubular 32 W = 2.700 lm

Fluorescente tubular 28 W = 2.900 lm

Led de potência 1W = 35 lm

Incandescente 40W = 415 lm

Flourescente 65W = 4.800 lm

Alógena de alta potência 20kW 580 000

Incandescente de 100W 1.600

O fluxo luminoso não vale apenas para conceitos de iluminação

Não somente na iluminação que medir o fluxo luminoso é importante, para qualquer fonte, não apenas as lâmpadas, mas todos os objetos e também os corpos celeste são estudados considerando o fluxo luminoso.

Na astronomia, por exemplo, o cálculo do fluxo luminoso é ferramenta imprescindível e que permite conhecer a magnitude absoluta, das estrelas, cometas, e também do sol.

fluxo luminoso

O que é Intensidade Luminosa?

A intensidade luminosa trata da quantidade do fluxo luminoso em relação a uma direção somente, é específica e também poderá ser medida.

Evidentemente que sua mensuração somente é possível em laboratório com o aparelho chamado goniofotometros.

  • O goniofotometro é um sistema, agora informatizado, que mede as características da luz emitida, importantíssimo para definir luminárias mais eficientes e com menos impacto ambiental.

goniofotometro para medição de intensidade luminosa

A unidade de medida da intensidade luminosa chama-se candela (cd), que em latim significa vela, sua convenção é internacional, cada tipo de lâmpada possui certa quantidade de candelas.

Evidentemente que muitos cálculos são realizados para se chegar a um índice de intensidade luminosa, porém tudo se relaciona a capacidade do olho humano de como, quando e quanto assimila de um fluxo luminoso.

Mas em algumas lâmpadas como a dicróica, e outras que possuem refletores ou lentes que direcionam a luz para um determinado ângulo de abertura, podemos perceber como a intensidade luminosa funciona.

Entender a luz sempre foi um dos desejos do Homem, poder mensurá-la, definir potências, poder criar novas possibilidades são premissas constantes e permanentes.

Os estudos transformados em teorias a partir da observação de uma vela de cera trouxeram definições de luminosidade, porém na prática medir a intensidade luminosa exige equipamentos como o luxímetro, que efetua as medições de iluminância, tanto para ambientes com luz natural ou luz artificial.

Através do luxímetro, é possível saber quantidade de luz e se esta de acordo com Normas Técnicas da ABNT 5413/2002.

luximetro

Você deve estar se perguntando, mas na prática, o que precisamos saber sobre a intensidade luminosa?

Simplesmente para adequar a luz ideal em cada situação, informação importante para definir um projeto de iluminação residencial, comercial, de grande porte, luz de palco, iluminação pública, e outros.

Para gravar um filme, por exemplo, o estudo da luz é assunto sério, que faz grande diferença na qualidade final.

Você não precisa ser um especialista no assunto, mas com certeza quando contratar um profissional para projetar e executar a iluminação de ambientes estará familiarizado com os termos técnicos.

Fontes de pesquisa:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Fluxo_luminoso, acessado em 18 de Janeiro de 2017.

https://engnet.com.br/2015/03/02/como-medir-a-iluminacao-em-um-ambiente/, acessado em 18 de Janeiro de 2017.

Imagens Free:

https://pixabay.com/pt/, acessado em 19 de Janeiro de 2017.

Cometários Facebook

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.