Automação da Iluminação Residencial

Tempo de leitura: 3 minutos

Automação da iluminação residencial

Automação da iluminação: Até o surgimento da lâmpada elétrica, em 1879, o homem do passado encontrou no fogo o poder da iluminação de ambientes. Uma vez acesa, a chama da fogueira, vela ou lamparina iluminava o ambiente até seu poder (combustível inflamável) terminar. Nas vias públicas, a sociedade dependia de um funcionário que acendia diariamente os locais preparados nos postes e ali a chama ficava até fogo terminar.

iluminacao publica rio de janeiro lamparina

Hoje basta um simples “clique” para que todo o ambiente seja iluminado a qualquer hora do dia.

A automação da iluminação, foi a maior das evoluções desde o período de dependência do azeite de oliva.

Toda residência possui um interruptor para ligar e desligar a luz. Com o passar dos anos o botão na parede passou a ser algo fundamental nos cômodos da casa. Com o avanço da tecnologia ele é facilmente substituído por controle remoto, aplicativos em smartphones e bater de palmas.

Uso racional da energia elétrica – Sustentabilidade

O uso racional da energia elétrica tem sido colocado em pauta anualmente nas reuniões das grandes lideranças locais e até mundiais. Os recursos naturais para acender uma simples lâmpada estão se esgotando no planeta.

Com isso, a prática de evitar desperdícios está sendo uma matéria grandemente divulgada. Disciplinar os membros de uma casa para um simples desligar o botão da luz passou a ser tão difícil quanto encontrar óleo de baleia para acender uma lamparina. E é aí que a implementação de um sistema ágil de automação da iluminação residencial entra como aliado.

Cada cômodo da casa necessita de uma intensidade de luz e, algumas vezes, a própria luz solar que tanto ajudou no passado é esquecida de ser usada em projetos. Uma janela bem planejada para receber luminosidade natural, cortinas ou persianas, telhado transparente construído em locais estratégicos de um cômodo e programação automática para acender e apagar determinadas luzes em certos horários dia são algumas das opções de automação da iluminação. São muitas as vantagens desse tipo de projeto, por que além da economia e uso consciente da energia elétrica os espaços se tornam únicos e exclusivos.

Em números, estudos mostram que a automação da iluminação pode economizar até 30% da energia gasta em uma casa.

Tecnologias para Automação da Iluminação

Algumas das tecnologias que vem ajudando na redução das despesas com energia são:

  • Sensor de presença : ajuda para que a lâmpada acenda apenas quando houver movimento (quando alguém estiver passando)
  • Fotocélula : é programada para reconhecer luminosidade, de modo que a lâmpada só acenda ao anoitecer
  • Dimerizador : possibilita que a pessoa regule a quantidade de luz que ela quer naquele momento, diminuindo o consumo de energia
  • Interruptor : o item mais comum, responsável por desligar o suprimento de energia da luminária (apagar a luz)
  • Sistemas inteligentes automatizados : são softwares configurados para acender a lâmpada em determinado horário pré agendado

Produtos: Refletores com sensor de presença

As vantagens vão muito além da economia financeira, uma “casa inteligente” valoriza o imóvel através da sustentabilidade.

No passado a elite esbanjava combustíveis inflamáveis para iluminar ambientes. Hoje tanto ricos como pobres, buscam tecnologias aliadas a preservação do meio ambiente.

Esse assunto precisou afetar o bolso das famílias para que a mudança acontecesse.

Enquanto hoje em dia a prática de iluminar ambientes é feita em qualquer período do dia ou noite.

A iluminação residencial automatizada deve ser aplicada no início de qualquer nova residência. A luz solar não sairá tão cedo das tendências de decoração.

 

 

 

 

Cometários Facebook

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.